Halo: História da franquia



Halo atualmente é uma das franquias de jogos digitais mais vendidas no ocidente. Ela é exclusiva para as plataformas Microsoft (Xbox, Xbox 360 e algumas versões pra PC). Até o surgimento dele o FPS mais jogado em plataformas que não eram o PC era Quake 3 para Dreamcast, e Goldeneye para Nintendo 64. Halo: Combat Evolved foi o primeiro FPS a aproveitar os dois analógicos disponíveis no controle original do Xbox, e o primeiro FPS da geração do Xbox a fazer sucesso. Foi ai que perceberam que existia mercado para FPS em consoles, tanto pela qualidade do jogo, quanto pela abertura do mercado e mudança no controle, que passava a ter dois analógicos.

Halo veio abrir uma franquia voltada para o publico norte americano, que era parcialmente ignorado pelos desenvolvedores japoneses, principalmente as first parties (Sony e Nintendo). Halo é o quê o americano gosta de jogar, pelo menos o quê a maioria deles gosta. Ação pra quem quer dar tiros, uma história relativamente simples porem profunda (Metal Gear Solid dá um curto circuito na mente da maioria das pessoas, ainda mais com as inconsistências de datas :p) e jogabilidade que introduziu os golpes de curta distância como alternativa em todas as armas, alem de mecânicas como a de ser possível carregar apenas duas armas diferentes com o personagem. Basicamente ele cimentou o caminho para Gears of War vários anos depois, e de vários outros shooters que foram feitos para os consoles.



Essas pequenas coisas fizeram de Halo um sucesso autentico para boa parte do mercado, e agora este universo está sendo explorado até dentre os RTS com o Halo Wars, que é até agradável de jogar, mas acho que ele ainda não acertou o ponto de RTS para consoles. Existem as HQs do Halo, os livros (e eu não sei como não lançaram um filme ainda...), os bonecos de coleção (conhecidos por lá como “action figures”). Basicamente a franquia está sendo ordenhada de toda forma possível. Eu só espero que a sede por dinheiro não destrua esse universo, como aconteceu com outras franquias (ex: todos os filmes baseados em jogos, salvos um ou dois que não vou citar já que vai de opinião pessoal).

E talvez Halo 3 seja um dos maiores sinais de boa vontade da Microsoft com o mercado nacional, já que ele foi todo dublado em português e lançado aqui nas 3 edições lançadas pelo mundo inteiro.

Existem três jogos da franquia, com mais uma expansão (Halo 3: ODST) e outro jogo stand-alone (Halo: Reach) sendo desenvolvidos. Cabe a nós ver que novidades serão introduzidas para manter as coisas interessantes nesse que é um dos melhores FPS que conheço.

2 comentários:

  1. Jared de Sousa disse...:

    Acredito que jogos RTS nunca terão uma grande aceitação em consoles, mesmo se tratando da mitica série HALO.
    ODST é um tanto obscuro pra mim, ja que não jogaremos com o Master Chief, mas tive boas impressões com o material liberado até o momento. Agora analisando a série de forma geral, ela continua bem "saudavel", e pelo jeito continuará a nos dar bom titulos por muitos anos.

  1. Madruga's disse...:

    halo jah estah virando filme...logo deve sair, mas q os fãs rezem mto, pq o cinema naum costuma acertar em conversões de jogos e animes...

Postar um comentário

 
Nuclear Core Studios © 2010 | Designed by Trucks, in collaboration with MW3, Broadway Tickets, and Distubed Tour. Customizado por Bruna Lanzillotta.