Discutindo os games da Rockstar

Com exessão de um simulador de ténis de mesa, todos os jogos da Rockstar são considerados o ápice da violência no meio. As três séries com maior repercussão foram Bully, GTA (Grand Theft Auto) e Manhunt. Aqui eu vou falar um pouco da contribuição que ela fez para a industria com esses títulos.

Como todos devem saber, os três jogos citados são considerados extremamente violentos, já que o jogador pode agredir ou matar a vontade, incluindo pessoas que não agrediram o personagem em momento algum. E nenhum destes três jogos é considerado uma obra que deve ser consumida por crianças. Levando isso em consideração vamos tratar essas obras de forma adulta. Nada impede de tratar as três obras como críticas a aspectos violentos da sociedade, onde criminosos matam pessoas que estão passando na rua e crianças agridem e humilham umas as outras.

Em Manhunt você é colocado no papel de um assassino que foi libertado para matar pelo bel prazer dos benfeitores dele. Agora, se você pensar que o jogador, por estar assistindo as agressões do protagonista, é um desses benfeitores, contribuindo para que o protagonista fique livre nas ruas matando de formas horrendas para agradar seu público. A motivação do libertador do protagonista de Manhunt é divertir um público interessado em ver mortes sanguinárias. E o jogador é parte desse público e o fornecedor da diversão. Depende apenas do ponto de vista que o jogador está presenciando. Isso é reforçado pelas mudanças dos ângulos da câmera. Quando você está movimentando o personagem ela assume o ângulo clássico de jogos em terceira pessoa, mostrando as costas do personagem. Durante as execuções a câmera muda para proporcionar uma visão privilegiada do assassinato.

O BOPE criou o saco. Mas o Manhunt não o discrimina
Bully trata da violência nas escolas. Violência que eu presenciei e tenho certeza que muitos presenciaram em suas vidas escolares. Mas por que o jogo é criticado por ser violento sendo que isso acontece em todas as escolas do pais todos os dias letivos? Porque ele expõe essa violência para pessoas que acham que o mundo é lindo, que não existem problemas e que gostam de ficar em casa sem fazer nada para melhorar a sociedade. Quando você mostra o problema, ou força a pessoa a participar de alguma forma para que ela reflita sobre a realidade ela se assusta. Então ela se defende afirmando que a violência é sem sentido e pode influenciar as crianças. O grande detalhe sobre Bully é que o jogo é protagonizado por adolescentes, retratando uma realidade cotidiana para esses estudantes que sofrem ou praticam bully. Eu posso falar porque eu me formei no Ensino Médio no final de 2005, e o jogo foi lançado em 2006. Então minha geração não foi exposta ao jogo antes de praticar bullying.

As aulas de luta Greco-Romana são as horas mais pacatas na Academia Bullworth
E então chegamos ao GTA. A franquia mais conhecida da Rockstar. GTA IV foi um dos jogos mais caros a ser produzido na história, e ele por si só não foi muito criticado. Mas no início a franquia foi polemizada pela possibilidade de matar pedestres ou qualquer pessoa. Mas quem assiste noticiários por cinco minutos sabe que os criminosos farão o necessário para obter o quê eles querem. Seja dinheiro, respeito, reputação. Inclusive matar pessoas. E duas faces importantíssimas dos personagens do GTA, principalmente os mais elaborados a partir de GTA III, é que eles não se envolvem com tráfico de drogas e que todos tem missões pessoais que para eles justificam as ações violentas. Nico Bellic, protagonista de GTA IV, está tentando recomeçar a vida após lutar na guerra de seu pais e sacanear alguém poderoso demais no emprego anterior. Ele volta a cometer crimes para salvar a pele do primo, que mentiu sobre toda a situação financeira. A maioria das pessoas não sairia matando por causa disso, mas isso traz uma nova dimensão para os personagens. Eles não são simplesmente malignos, esses protagonistas tem motivações, algumas vezes família, outras vezes vingança, mas nenhum é uma maquina completamente vazia de matar. Não estou dizendo que isso justifica as ações deles, mas se você ver como uma crítica a como as pessoas reagem quando são pressionadas ou quando algo que elas valorizam é ameaçado é bem válido o ponto de vista.

Nada como um calmo passeio pelas ruas de Liberty City.

Finalmente acredito que a Rockstar, mesmo que inconscientemente, trouxe um ponto de vista diferente do usual para a violência. Ela ao invés de se esconder por traz de temas leves e descontraídos aos seus jogos tenta trazer parte da violência que pessoas vivem todos os dias para que as pessoas vejam e de certa forma entendam o quê acontece nessas vidas. Esse tipo de análise é essencial para promover os games como forma de aprimoramento filosófico do ser humano, da mesma forma que filmes, pinturas e musica fazem, em alguns casos, a milhares de anos.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Nuclear Core Studios © 2010 | Designed by Trucks, in collaboration with MW3, Broadway Tickets, and Distubed Tour. Customizado por Bruna Lanzillotta.