This is just W.R.O.N.G.

Acho que poucos leitores deste artigo não ficaram sabendo da imensa falta de informação que a imprensa nacional de grande porte demonstrou ao associar jogos violentos ao atentado que ocorreu na escola pública no Rio de Janeiro a duas semanas atrás.

W.R.O.N.G. (link) significa "against the Witless and Ridiculous Opinions Of Non-Gamers", que traduzido livremente significa algo como "contra as Opiniões Tolas e Ridículas de Não-Jogadores". É uma campanha que um site de notícias de games está começando para evitar a proliferação dessas opiniões mesquinhas que tendem a culpar os jogos eletrônicos por todos os problemas de nossa sociedade moderna.


Engravatados também falam m3rd4.

Eu modestamente declaro aqui que apoio essa campanha em todos os âmbitos que consigo imaginar, e como alguns leitores de longa data podem notar eu posso imaginar uma coisa ou outra, beirando a esquizofrenia.

Aqui no Brasil existe um histórico antigo da utilização dos jogos eletrônicos como bode espiatório de atentados contra nossa sociedade realizado por indivíduos desequilibrados. O caso mais antigo do qual consigo me lembrar é o tiroteiro no cinema que aconteceu a cerca de 10 anos atrás. Vocês vão me desculpar a falta de detalhes mas eu me recuso a realizar uma pesquisa mais profunda para tratar de tal assunto. E as coisas não melhoraram com o tempo.

É fácil imaginar que outras formas de arte sofreram tais ataques quando surgiram. Mas o cinema surgiu ainda no século dezenove junto com a fotografia, se popularizando na década de 1920. Acredito que nenhum dos leitores nasceu ou muito menos se lembra dessa época ou da sociedade vigente. Mas eu acredito que existia um estigma muito forte contra o cinema. Inclusive sobre a reputação duvidosa das atrizes que atuavam no meio, mesmo que isso possa ser associado ao machismo tanto quanto ao novo meio que surgia. Mas o ponto é que atualmente é uma forma de arte popular e respeitada. Algumas vezes mais do que eu gostaria pela qualidade duvidosa de algumas obras.

Mas enfim, não é porque a campanha começou em um site internacional que não podemos adotar ela em terras tupiniquins. Então eu peço a você que está lendo isso que demonstre sua revolta mandando qualquer artigo em qualquer mídia não especializada em games para o endereço wrong(arroba)nuclearcorestudios.com . E aos poucos forçaremos a iluminação dos cérebros por de traz da mídia de grande porte em nosso país quanto a verdadeira natureza dos jogos eletrônicos. Deixo vocês com a mensagem abaixo:
Até onde eu sei crânios fraturados deixam a iluminação ambiente alcançar o cérebro.
Deixo aqui o compromisso publicar e refutar qualquer notícia que nos for enviada. Mesmo sendo um blog de baixa visitação vamos gritar o mais alto que conseguimos para mudar as idéias erradas divulgadas sobre nosso hobby.

Edição: No dia da publicação deste post nós já recebemos o seguinte link: http://entretenimento.r7.com/jovem/noticias/games-violentos-podem-servir-de-inspiracao-para-massacres-20110422.html

O portal R7 divulgou que no domingo o canal de televisão Record fará uma matéria especial comentando como proteger seu filho contra esse tipo de jogo que: "Como afirma a reportagem, esses jogos podem inspirar massacres como o de Realengo, no Rio de Janeiro." Você só pode estar de sacanagem. Tudo que direi é que isso é um absurdo e que a comunidade já está se organizando para refutar essas mentiras.

2 comentários:

  1. Cmdr.Edem disse...:

    E já começamos bem... http://entretenimento.r7.com/jovem/noticias/games-violentos-podem-servir-de-inspiracao-para-massacres-20110422.html

    Mais uma vez a mídia brasileira nos ataca sem qualquer embasamento científico. Ainda tenho que ouvir que tenho que ser melhor informado lendo mais jornais e revistas. Quem fala esse tipo de asneira não quer informar ninguem!

  1. Rafael Costa disse...:

    Acho que a idéia é, na verdade, transmitir sensacionalismo. Sempre é... E claro, cai naquela campo da alienação causada pela TV, ou seja, todo mundo fica preocupado com os jogos. O que a gente precisa é mostrar que isso é irreal. Educação em casa é coisa que não se toca, tipo religião... Né, Record?

Postar um comentário

 
Nuclear Core Studios © 2010 | Designed by Trucks, in collaboration with MW3, Broadway Tickets, and Distubed Tour. Customizado por Bruna Lanzillotta.