Sobre PCs e interatividade

Estava lendo um artigo na EDGE Online que expos um ponto muito interessante sobre o mercado de games no PC. Ele não recebe inovação significativa nos controles há décadas (eu estimo que desde que o joystick foi criado no inicio da década de 90). Existem alguns pontos a serem considerados se tratando dos periféricos para o computador.



Geralmente quem tem um PC não usa o PC apenas pra jogar. Hoje em dia manter um PC capaz de executar os jogos mais modernos sai muito mais caro que adquirir um console. GPUs (as placas de vídeo) podem custar mais que um console comprado em uma loja de varejo brasileira. Então vamos assumir que existe um publico que investiria todo esse dinheiro apenas para jogar. Eu garanto que esse público detém conhecimento e acesso necessários para piratear jogos. Quem gastou entre três mil reais e seis mil reais para adquirir um equipamento para executar games provavelmente não vai querer gastar mais um tostão para adquirir algo que pode ter de graça, por mais injusto que isso possa parecer para o desenvolvedor. Os desenvolvedores de hardware levam a grana enquanto os desenvolvedores de games ficam com as mãos abanando e no prejuízo. Sem dinheiro os desenvolvedores de games não podem investir em uma plataforma que já não dá lucro algum pra eles.

Agora chegamos aos periféricos. Computadores têm uma gama enorme de periféricos que podem ser utilizados para se jogar uma gama enorme de jogos (veja o vídeo do Novint Falcon abaixo). No caso do Novint Falcon a idéia é um controle 3D capaz de oferecer resistência quando você realiza ações dentro do jogo. Muito interessante, mas temos um porem. Ele custa um pouco menos que um Wii (o Falcon custa cerca de 190 dólares enquanto um Wii atualmente custa 200 dólares) E as quantidades de jogos nos dois não pode ser comparadas. Obviamente o Wii tem uma biblioteca muito mais ampla. Alem do custo do controle temos o custo de um PC completo capaz de rodar os jogos modernos, tornando essa aquisição proibitiva. E isso é verdade para boa parte dos periféricos, que sofrem com próprios custos.



A abrangência dos desenvolvedores de games aos periféricos também é importante. Mas para que os desenvolvedores gastem dinheiro para desenvolver algo é preciso saber que isso dará um retorno. Como a utilização de periféricos nos PCs geralmente não vai alem do teclado e do mouse na maioria absoluta dos casos não compensa um desenvolvedor gastar tempo investindo em dar suporte a outros controles. O suporte aos controles convencionais existe porque esse já foi desenvolvido para os consoles que utilizam esses controles, anulando o custo de desenvolvimento nesse caso.

Sendo assim é fácil ver que existem boas tentativas de mudar como os jogos são jogados nos PCs, mas principalmente o custo envolvido na experiência torna proibitivo que esse tipo de periférico se popularize e seja amplamente utilizado por boa parte dos desenvolvedores e dos jogadores. Enquanto isso não muda é mais fácil e barato adquirir um console, seja ele qual for.

1 comentários:

  1. Rafael Costa disse...:

    Acho que o maior problema no quesito investimento em desenvolvimento aqui, no Brasil, hoje, se resume a esse trecho: "Hoje em dia, manter um PC capaz de executar os jogos mais modernos sai muito mais caro que adiquirir um console". Digo isso tendo em mente o fato de que aqui, investimento, só existe na base do lucro obtido pela venda. Raro é quando existe um investimento subsidiado...

Postar um comentário

 
Nuclear Core Studios © 2010 | Designed by Trucks, in collaboration with MW3, Broadway Tickets, and Distubed Tour. Customizado por Bruna Lanzillotta.