Jogos em Série: Assassinato De Uma Franquia

A cada ano que passa vemos franquias se fortalecendo cada vez mais, ao ponto em que as grandes publicadores (Publishers), principalmente a Activision, começam a lançar títulos para estas a cada ano cravado. Call of Duty talvez seja o melhor exemplo desta tendência de se explorar o nome de jogos conhecidos ao máximo, principalmente por ser a franquia que melhor vende atualmente.

Mas o que realmente me motivou a escrever sobre isso foi um dos figurões da Activision falando que Guitar Hero perdeu o apelo do publico, e que com criatividade isso pode ser recuperado. Então porque ele e sua empresa, com os bilhões de dólares que arrecadam todo mês (eles recebem o dinheiro da Blizzard que vem do World of Warcraft, com 11 milhões de jogadores pagando 15 dólares por mês para jogar, fora as expansões, você precisa apenas fazer a multiplicação para ver a arrecadação mensal deles) não investe em renovar a série de alguma forma criativa? A resposta é bem simples na verdade: Criatividade significa risco, e donos de ações detestam riscos. Se os donos das ações não querem algo então os desenvolvedores não fazem, porque não vão ter o dinheiro destes investidores. O que os investidores esquecem, e é o motivo pelo qual o mercado brasileiro está tão faminto para crescer e não consegue, e o motivo porque franquias acabam morrendo por excesso de títulos (como aconteceu com o Guitar Hero, que tem mais de 20 títulos lançados, contando as aberrações para celular e todos os consoles existentes tem pelo menos um Guitar Hero.), é que o mercado de entretenimento, principalmente os games por serem novos comparados ao cinema e a música, é que são uma industria de risco.

Alguns dos MUITOS jogos da série Guitar Hero. E cada um custou no lançamento 60US$

Por mais que a industria tente reduzir esse risco, ela está na verdade queimando boas cartas para momentos incertos, onde um lançamento de uma franquia conhecida e consagrada pode ajudar a levantar o caixa. Tudo que ela está fazendo é embolsando o dinheiro do consumidor sem investir em pesquisa e desenvolvimento, que no mundo dos games significa franquias novas. Isso sem falar no risco enorme de se lançar um título antes deste estar apresentável. Jogos são produtos que precisam de tempo e dedicação para ficarem prontos e adequados. Apressar isso é a forma mais rápida de destruir todo seu trabalho (experiência própria).

Eu sei que é do interesse das Publishers evitar a perda  de dinheiro, mas comum número limitado de franquias, e com limitado quero dizer menor do que o possível destas Publishers manterem com a arrecadação que tem, elas estão se limitando e limitando o investimento no mercado. Quanto mais investimento em novas franquias maior a chance de atrair uma pessoa que nunca se interessou antes por games, já que ela precisa ver coisas novas e tentar coisas novas, já que as antigas não lhe agrada. Foi por isso que o Wii fez o sucesso que fez, por ser novidade. E a Nintendo correu um risco consciente disso e acabou conseguindo conquistar o mercado. Lembrando que a Nintendo é experiente em correr riscos.

Para concluir: Se você sonha em desenvolver jogos, tente ser criativo e inovador. Não me pergunte como porque também estou tentado. Se você gosta (adora ou ama) jogar, ao comprar seus jogos lembre-se que você está falando da forma mais direta possível para as desenvolvedoras que aquele jogo vale a pena, principalmente as franquias novas.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Nuclear Core Studios © 2010 | Designed by Trucks, in collaboration with MW3, Broadway Tickets, and Distubed Tour. Customizado por Bruna Lanzillotta.