Porque o plano da Zynga fracassará miseravelmente

Li uma noticia essa semana que me intrigou. A Zynga, desenvolvedora por trás dos jogos para Facebook Mafia Wars e FarmVille quer abandonar o Facebook, levando consigo seus jogos que já existem na plataforma. Segundo a reportagem eles não estão dispostos a entregar trinta por cento de seus lucros para o Facebook, que da ultima vez que tive noticia prejudicou todos os desenvolvedores limitando a quantidade de spams que os jogos podiam enviar. Esse movimento do Facebook agrada muito os usuários, mas provocou uma queda gigantesca na utilização dos jogos que abusavam dos spams pelo sistema de notificação do Facebook. A Zynga óbviamente não ficou satisfeita com isso. Parte dos boatos diz que o Facebook pode expulsar a Zynga, mas isso é apenas um boato e não existe um motivo aparente para isso.

Farmville da Zynga. Parte da minha politica pessoal diz que tenho que jogar todos os jogos disponíveis para conhecer e aprender. Esse não joguei por mais que 2 semanas, menos de 3 horas somadas.


Primeiramente devo deixar bem claro que fracassar nesse caso é ser incapaz de replicar o mesmo sucesso que a Zynga tem no Facebook. O primeiro motivo para que isso aconteça é que eles estão saindo do Facebook. Na minha opinião a Zynga está subestimando o poder que o Facebook tem. Os jogos da Zynga são amplamente utilizados dentro do Facebook por serem virais, ou seja, uma pessoa começa a jogar e outras tantas que a conhecem começam a jogar também. Essas pessoas não querem entrar em outro site para jogarem. Elas querem a simplicidade de uso de uma única credencial (login e senha) para acessar todos os jogos ao invés de ir para outra rede social que a Zynga pretende criar para poder jogar. Jogos casuais, e dentre eles os jogos sociais tem que manter a simplicidade em todos os aspectos. E remover o usuário de um ambiente que ele já conhece complica. Sem falar que quando os jogos da Zynga começaram no Facebook já existiam milhões de relações já estabelecidas no Facebook, que o sistema da Zynga não terá no inicio e possivelmente jamais terá.

Outro problema que já foi esquecido é que a Zynga não é nada ética. Eles estão sendo processados por ter divulgado os e-mails de seus usuários para spamers para arrecadar mais dinheiro para seus bolsos no início de sua história. Agora eles tem dinheiro de sobra e não estão ligando pra repercussão. Aparentemente eles não precisam se preocupar com isso porque afinal de contas ninguém parou de jogar por conta disso.

A verdade é que a Zynga vai apostar pesado na sua independência, e sem a base de usuários que já utiliza o Facebook e sua reputação manchada é provável que eles fracassem. Mas como isso transcorrerá apenas o tempo dirá.


UPDATE: A Zynga fez um acordo com o Facebook com 5 anos de duração. O Facebook concordou em ouvir a Zynga na hora de decidir quais recursos adicionar na sua plataforma de jogos enquanto a Zynga vai respeitar as regras do Facebook Money, o sistema monetário unificado do Facebook. 30% de tudo arrecadado irá para o Facebook. Particularmente acho que foi um movimento muito importante para a Zynga.

2 comentários:

  1. Rafael Costa disse...:

    Complicado essa questão. Por um lado, acho válida a ideia de uma desenvolvedora sair da asa de uma constante dependência. Acordos com publishers hoje estão sendo remanejados para que a maioria dos estúdios tenham liberdade criativa e executiva, chega daquela história de exclusivos.

    Isso me leva a uma ideia remota, mas possível: o Facebook investir em um núcleo de desenvolvimento de joguetes online para passar o tempo.

    Diferente do meu amigo Daniel, passei bons 06 meses da minha inatipica vida digital correndo atrás do Farmville. A principio, divertido e simples. Depois de um tempo, enjoativo. Acredito que a Zynga deve sair da asa do Facebook - mas deve também investir em uma mídia de divulgação para seus jogos. A alma do Farmville é o Facebook.

  1. Cmd.Edem disse...:

    Bom. Com esse novo acordo entre os dois acredito que a Zynga tenha feito sua jogada de mestre.

    Quanto a fugir dos publishers: Apesar de existir vida fora do main stream (os lendários indie games) eles ainda controlam o grosso do mercado, e os negócios que permitem controle das propriedades intelectuais pelos desenvolvedores são raros. Era iss oque a Infinity Ward queria e não conseguiu, dentre tantos outros.

Postar um comentário

 
Nuclear Core Studios © 2010 | Designed by Trucks, in collaboration with MW3, Broadway Tickets, and Distubed Tour. Customizado por Bruna Lanzillotta.