CAMPANHA IMPOSTO JUSTO PARA VIDEO GAMES: Informação adicional

É bom saber que alguns governantes se importam com os jogos eletrônicos da forma certa, do contrário de outros que tentam simplesmente impedir que esse segmento da economia se desenvolva.

Ontem descobri que um projeto de lei que pode melhorar, e muito, a vida dos gamers e dos desenvolvedores no pais está parado a mais de 1 ano e meio (desde 07/08/2008 na mão do deputado Antonio Palocci, membro da comissão de finanças e tributação da camara dos deputados, que apesar da minha falta de conhecimento político sei que não é boa coisa.) pegando poeira sem motivo aparente. Esser projeto propôe uma redução da tributação dos jogos eletrônicos e os consoles. Se meu juridiquês está correto o projeto original (link aqui) prevê que o poder executivo será capaz de criar incentivos a produtos eletrônicos diversos, principalmente na área de informática. O novo projeto quer extender esse benefício aos jogos eletrônicos e consoles. O principal motivo é estimular o desenvolvimento da industria nacional, que depende do equipamento estrangeiro para florecer. (tudo falado no link do projeto aqui)

-O quê você anda jogando?
-Modern Warfare 2, mas tá muito sem graça sem a live por aqui. Maldita Microsoft!
O que os políticos não entendem é que eles podiam melhorar pro lado da Microsoft, e essa é uma exelente oportunidade.

O que nossos nobres políticos não entenderam ainda, e aparentemente tem uma dificuldade tremenda de entender, é que mesmo sendo um mercado novo, os jogos eletrônicos são extremamente competitivos, dominado principalmente pelos EUA, tendo a maior parte dos produtos consumidos importados de lá. E sem importar as plataformas de lá (os consoles principalmente) o mercado brasileiro nunca terá base instalada suficiente para atrair investimento de grande porte.

As empresas presentes atualmente no Brasil me transmitem a sensação de que estão aqui apenas esperando que alguma coisa do gênero acontecer para trazer mais dinheiro, e explorar um mercado consumidor e desenvolvedor praticamente virgem.

O mercado desenvolvedor do Brasil é interessante porque é próximo do americano culturalmente (desde o início do mercado nós consumimos os jogos deles ou dos japoneses, que são fortemente influenciados pelos americanos também), mas não é o americado. Nós estamos abertos a tentar inovar em áreas que eles não arriscariam. Em projetos todos pedem que pensemos "fora da caixa". O Brasil está fora da caixa nesse sentido e pode ter muito sucesso tanto aqui quanto lá fora. E por favor, não estou falando de jogos baseados no folclore. Por mais tentador que seja divulgar nossa cultura o segredo no ramo é ser criativo.


Taikodom da Hoplon Infotainment. Com esse projeto de lei votado e aceito poderíamos ter dezenas de projetos desses gerando empregos e captando recursos externos .


Quanto ao mercado consumidor, é impressionante ver que mesmo com 94% de contrabando e pirataria, algumas empresas ainda acham rentável investir o mínimo por aqui, principalmente com distribuição de jogos para PC. Imagine se os benefícios dessa lei melhoram em dez por centro essa estatística? Não parece muito mas para mim é um bom começo. Pelo menos melhor que nada. E essa lei tem potencial para fazer muito mais que esses dez por cento do qual estou falando. Não posso prometer que a lei vá fazer milagres com a pirataria, mas tenho certeza que irá melhorar e começar a mudar a cultura que existe de que é "burrice" comprar jogos originais.

Se você gosta de games, assine o abaixo assinado no site para reduzir o preço destes. E quem sabe você finalmente vai poder comprar o console dos seus sonhos por um preço justo por aqui, e talvez até o PS3 venha oficialmente para cá (porque o lançamento do PS2 ano passado foi no mínimo ofensivo para nosso pais). Se você gosta de games e gosta de desenvolvê-los também então é obrigação sua assinar e passar a mensagem para cada alma viva que compartilha de seus interesses, porque o nosso futuro profissional na nossa pátria-mãe pode ser facilitado, e muito, com a aprovação deste projeto de lei. Vamos nos fazer notar, para que nossos governantes saibam que existe gente que se importa com nosso direito constitucional ao lazer, quase sempre menosprezado e ignorado por eles, e de podemos gerar riqueza para o pais divertindo os outros.

2 comentários:

  1. Rafael Costa disse...:

    Eu acho interessante ver que esse tipo de coisa realmente fica parada na mesa de um economista (ou ao menos, alguem que deveria saber lidar com ela). Enfim, eu já assinei e vcs?

  1. Já assinei, e convoco os player de toda a parte a fazer o mesmo!

Postar um comentário

 
Nuclear Core Studios © 2010 | Designed by Trucks, in collaboration with MW3, Broadway Tickets, and Distubed Tour. Customizado por Bruna Lanzillotta.